corporate-up
Inovação

CORPORATE UP: estratégia e prática para a disrupção

O sucesso nos negócios contém as sementes de sua própria destruição.
Andrew Grove

 

A perenidade de qualquer organização depende cada vez mais da sua capacidade de identificar e resolver os problemas de seus clientes, de uma forma mais rápida e mais precisa que seus concorrentes.

Para aumentar ainda mais o tamanho do desafio, a busca cega por eficiência por meio de processos e padronizações pode atrapalhar iniciativas inovadoras que poderiam causar disrupção.

E de forma mais geral, o conjunto de transformações dos sistemas que nos rodeiam, ao qual Klaus Schwab descreve como a Quarta Revolução Industrial, está transformando a maneira de atuar das empresas.

Enquanto nas últimas décadas a filosofia lean e a busca constante pela qualidade total, padronização e redução de desperdícios eram as formas mais estratégicas de competição, a consolidação da Globalização 4.0 e o consequente aumento da concorrência por causa da redução de custos dos meios de produção muda esta lógica.

Atualmente, a principal necessidade das corporações é transformar as suas estruturas para que inovem de forma mais sistemática, ágil e data-driven, uma vez que as inovações tornam-se obsoletas cada vez mais rápidas.

Nesse sentido, a prática tem mostrado que aproximar as corporações do mindset e das ferramentas de empreendedorismo inovador (utilizadas por startups) são a forma mais efetiva para desenvolver novos produtos e melhorar processos.

A este movimento de mudança de mindset de Product Development para uma abordagem de Customer Development baseada em validações através de experimentos e com a lógica “fail fast” damos o nome de Transformação Corporate Up, um upgrade com a filosofia de startups.

Em resumo, esta é uma transformação e estratégia que permite que as corporações inovem de maneira sistemática, consistente e em uma velocidade mais próxima a das startups. Dessa forma, as Corporate Ups são empresas estabelecidas que conseguem causar disrupção ao mesmo tempo que executam seu “business as usual”, superando seus concorrentes na atração e retenção de clientes.

>>>

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *