imagem de um evento do StartupRS, programa de empreendedorismo do Rio Grande do Sul onde aparecem quatro pessoas no palco, três homens sentados e uma mulher em pé segurando o microfone
Startup

Como desenvolver um bom programa de empreendedorismo?

No meu trabalho como consultor de inovação na Semente Negócios, tive o prazer de participar de mais de 10 turmas de diferentes programas de empreendedorismo, a grande maioria programas para startups, como o StartupRS.

O que faz um bom programa de empreendedorismo?

Vou responder de forma simples e objetiva! Um bom programa de empreendedorismo se faz com:

  • Bons empreendedores,
  • Negócios em estágios similares,
  • Metodologia orientada ao objetivo desses negócios,
  • Atividades práticas,
  • Feedback do mercado,
  • Ações que incentivem a integração da turma e a criação de networking.

E, por último, mas não menos importante, o ingrediente secreto: muita diversão.

E tudo começa pela experiência. Alguns dados da minha interação nos programas que me ajudaram a entender como desenvolver um bom programa de empreendedorismo:

  • 500 negócios avaliados nas seleções das turmas;
  • 150 negócios capacitados;
  • 300 horas de capacitação;
  • 50 negócios que completaram um ciclo de consultoria comigo;
  • 500 horas de consultoria.

Bons empreendedores fazem um bom programa de empreendedorismo

Pense nos empreendedores como a matéria prima do programa de empreendedorismo, quanto melhores e mais engajados maior a possibilidade de sucesso.

Um bom programa de empreendedorismo não é aquele que coloca todos os negócios para dentro, mas aquele que seleciona somente os empreendedores que vão tirar proveito desse processo.

Um programa de empreendedorismo bem sucedido terá negócios em estágios similares

Negócios com níveis similares terão desafios similares e poderão trocar e aprender juntos.

Quando você seleciona, por exemplo, um negócio que ainda não faturou para uma turma de escala, esse negócio vai se sentir o patinho feio da turma, pois enquanto todos buscam aumentar seu faturamento o desafio dele é conseguir o primeiro cliente.

Por outro lado, se você coloca um negócio que busca escala em uma turma de validação, esse negócio provavelmente vai se sentir desmotivado com o tipo de conteúdo e discussões abordadas na turma.

Ver outras pessoas passando pelas mesmas dificuldades, faz com que os desafios pareçam mais fáceis.

Uma metodologia que guie o programa de empreendedorismo

Um programa de empreendedorismo que entrega o que os negócios precisam é aquele que segue uma metodologia clara, guiando empreendedores e consultores a seguir o caminho de evolução.

Na Semente utilizamos uma metodologia própria, o Caminho Empreendedor, baseada na nossa experiência de trabalho com mais de 10 mil empreendedores de mais de mil startups.

Com o Caminho Empreendedor é possível:

Identificar em que estágio cada negócio está;

Orientar qual ação o empreendedor deve realizar;

Ter um objetivo claro e alcançável em cada estágio;

Conduzir o desenvolvimento do empreendedor.

Atividades práticas e feedback do mercado

O conteúdo virou commodity. Se você pesquisar na internet por Business Model Canvas, Modelagem de Negócios, MVP, Plano de Negócios, DRE ou qualquer conteúdo que lhe venha à cabeça você vai encontrar um bom artigo de algum ator relevante daquele mercado.

No site da Semente, por exemplo, você encontra e-books, artigos e podcasts sobre startups, impacto e corporate na nossa aba de Conteúdos Gratuitos. 

Como o conteúdo hoje é de fácil acesso a todos, entendo que um bom programa de empreendedorismo é aquele que faz os empreendedores colocarem em prática o que aprendem em sala de aula (ou fora dela).

Buscamos trazer em nossos programas muitos cases do que já deu certo e errado com outros negócios, além de incentivar as iniciativas a buscarem um feedback do mercado. Afinal, as respostas estão na rua!

Ações que incentivem a integração da turma e criação de networking

Se você selecionar bons empreendedores para o seu programa de empreendedorismo e não conseguir criar um ambiente que favoreça a troca de conhecimento entre eles, você com certeza estará deixando de aproveitar o potencial da turma que tem nas mãos.

Faça atividades em pequenos grupos onde todos trabalhem para um negócio por vez, questionando e orientando as outras iniciativas. Transforme assim cada um dos empreendedores em consultores e multiplique a evolução desses negócios.

Ingrediente secreto para um bom programa de empreendedorismo: diversão!

Todos os pontos acima citados não importam em nada se o ambiente de trabalho não for positivo. Crie um ambiente divertido, alegre, aberto e de respeito mútuo, onde todos se sintam à vontade. 

Para finalizar, gostaria de deixar um depoimento do João Neto do Sebrae RS, gestor dos programas do StartupRS. A visão dele sobre um bom programa de empreendedorismo é: 

“Um bom programa de empreendedorismo deve ouvir as necessidades dos clientes, entendendo suas potencialidades e necessidades, com objetivos claros a se atingir com as empresas participantes engajando-os em torno de um propósito. Ainda, para que um bom programa de empreendedorismo atinja bons resultados, é necessário agregar parcerias que possam ser complementares para maximizar seus resultados atendendo todas as partes interessadas.”

Essas são algumas dicas de como desenvolver um bom programa de empreendedorismo. Caso você tenha dúvidas ou precise de ajuda para desenhar e/ou aplicar seu programa de empreendedorismo, fale com a gente. Vai ser um prazer te ajudarmos nesse desafio! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

);